Acordo do G7 ajuda a tributar empresas que se beneficiam de paraísos fiscais, explica economista

Na cúpula do G7, os sete países mais ricos do mundo se comprometeram com um imposto mínimo global, direcionado às grandes empresas. Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Japão, Estados Unidos e Canadá acordaram uma alíquota mínima de 15 por cento para empresas internacionais, visando, principalmente, os grandes grupos de tecnologia norte-americanos. A decisão foi anunciada após o encontro entre os ministros das finanças de cada nação do grupo, durante os dois dias da cúpula anual, que aconteceu em Londres. O acordo deve ser finalizado e formalizado na cúpula do G20, que está marcada para julho, em Veneza, na Itália. Gabriela Chavez, colunista do UOL e economista, analisa o acordo.
#UOLNews
————————-
Bem-vindo ao canal do UOL no YouTube. Aqui você encontra notícias direto da redação, tudo sobre política, matérias especiais e o melhor do mundo do entretenimento.

** INSCREVA-SE NO CANAL: http://bit.ly/2xolCQ2

Categorias

Compartilhe nossas redes sociais.

Cartão de Visita Interativo

Apps | SEO | Web Design

Seu novo “Apê” está aqui !

Aplicativo Delivery Multi Loja

Site + Aplicativo para Imobiliárias e Corretores

Site + Aplicativo para Empresas de Ar Condicionado

Site + Aplicativo para Hóteis e Pousadas

Site + Aplicativo para Agência de Veículos

Site + Aplicativo para Rifas e Sorteios Online

Assine nosso Vlog e receba nossas postagens por e-mail: