Diretora alega à CPI confidencialidade e não revela ganho da Precisa com Covaxin

A diretora executiva e responsável técnica da Precisa Medicamentos Emanuela Medrades alegou confidencialidade hoje durante depoimento à CPI da Covid ao ser questionada sobre o ganho da empresa na negociação da vacina indiana Covaxin. Questionada pelo relator sobre o valor que a Precisa receberia pelas 20 milhões de doses previstas no contrato, Medrades respondeu que a companhia “tem cláusula de confidencialidade” e que não tem autorização para compartilhar a informação. A diretora da empresa disse não ter o contrato da negociação.
#CPIdaCovid
————————-
Bem-vindo ao Canal UOL! Acompanhe a programação ao vivo e todos os contéudos com as principais notícias do dia, opinião de colunistas e entrevistas exclusivas sobre os temas mais importantes do momento

** INSCREVA-SE NO CANAL E ATIVE AS NOTIFICAÇÕES:
http://bit.ly/2xolCQ2

Categorias

Compartilhe nossas redes sociais.

Cartão de Visita Interativo

Apps | SEO | Web Design

Seu novo “Apê” está aqui !

Aplicativo Delivery Multi Loja

Site + Aplicativo para Imobiliárias e Corretores

Site + Aplicativo para Empresas de Ar Condicionado

Site + Aplicativo para Hóteis e Pousadas

Site + Aplicativo para Agência de Veículos

Site + Aplicativo para Rifas e Sorteios Online

Assine nosso Vlog e receba nossas postagens por e-mail: